O equilíbrio é um dos componentes importantes da beleza. Quando você vê uma foto bonita ou acha uma arte interessante, o fator relacionado à harmonia conta muitos pontos. Dentro das possibilidades, existe a proporção áurea.

Essa é uma técnica que utiliza uma relação matemática entre linhas para dar origem a formas consideradas perfeitas. Os retângulos de ouro, por exemplo, têm uma proporção específica e podem ser divididos em um quadrado e em um retângulo menor.

Mas como isso pode ser aplicado? E como se popularizou? Veja tudo sobre a regra de ouro ou proporção áurea e mergulhe nesse universo!

Quais são as suas principais características?

proporção áurea, medidas certas, cilíndro, perfeição

A razão áurea tem mais matemática em sua concepção do que parece. Ela se baseia em uma constante chamada de Phideas (ou apenas Phi) e que apresenta o valor de 1,618, precisamente.

A proporção determina que a razão entre duas retas deva chegar ao número Phi. Além disso, é fundamental que a soma das duas linhas dividida pela maior dê origem a tal constante.

Ficou confuso? Então imagine uma linha com 10 centímetros de comprimento. A outra deve ter 6,18 para respeitar a razão. Além disso, a soma é igual a 16,18 e, se ela for dividida por 10, o resultado é exatamente 1,618.

Nas formas, o esquema é parecido. Os retângulos de ouro são divididos em quadrados e retângulos, respeitando a diferença. Um retângulo de 10 x 6,18, por exemplo, dá origem a um quadrado de 6,18, certo? Os polígonos do tipo também geram um retângulo com a mesma proporção do maior. Assim, há um equilíbrio no visual.

De onde surgiu a proporção áurea?

De onde surgiu a proporção áurea

Pitágoras é uma figura muito importante para a matemática e para a geometria. Além do famoso teorema que leva o seu nome, também deu origem à proporção áurea. Ele utilizava essa relação para explicar a harmonia que existia entre o corpo e a alma, em 500 a.C.

Alguns séculos se passaram e Leonardo Fibonacci criou a sequência homônima. Apesar de parecerem assuntos não conectados, a sequência de Fibonacci segue a razão áurea.

Nos anos seguintes, Leonardo da Vinci elaborou muitas obras com a proporção áurea, como a famosa Mona Lisa e o Homem Vitruviano. Assim, a regra de ouro começou a extrapolar o campo da geometria e passou a integrar a busca pela perfeição em outros aspectos.

E quais são as curiosidades sobre a regra de ouro?

 

Um dos pontos mais interessantes sobre Phideas ou o número de ouro é que ele está presente desde o Egito. As famosas pirâmides do país foram construídas com pedras na proporção e têm triângulos áureos.

Por falar em obras antigas, a razão áurea também marca presença em Acrópoles, em Atenas. Inclusive, boa parte das obras de estilo greco-romano usam Phideas para orientar a razão e as escolhas. Nessa conta, então, entram obras arquitetônicas variadas, como é o caso do Panteão, em Roma.

Esse elemento está presente até na natureza. No corpo humano, a medida do topo da cabeça ao chão dividida pela distância do umbigo ao solo resulta em Phi. Várias outras partes do organismo, como dedos e braços, também respeitam a ideia.

Ainda é possível encontrar a proporção em outros elementos, como nas imagens de alguns furacões vistos do espaço ou em nebulosas. Flores, conchas e animais também aparecem voltados para a perfeição do equilíbrio das formas. Até mesmo as estruturas de DNA humano, com espirais em sequência, parecem seguir a ideia.

Qual a relação entre razão áurea e beleza?

Ao longo dos anos, a proporção áurea sempre despertou a curiosidade das pessoas. O número de ouro proposto por Pitágoras faz parte do interesse de muita gente — inclusive, de pesquisadores.

Um estudo da Universidade da Califórnia, por exemplo, selecionou participantes para que eles escolhessem os rostos mais belos entre várias opções. Ao final, a avaliação concluiu que os selecionados com maior frequência tinham uma distância entre olhos e boca que representava 36% do comprimento da face. Já na horizontal, a distância entre olhos correspondia a, aproximadamente, 46% da largura da face.

No entanto, entusiastas da proporção áurea demonstraram que várias áreas dos rostos escolhidos seguiam a regra de ouro.

Para ter certeza sobre esse efeito, será preciso conduzir novos testes. No entanto, existe um movimento natural por parte do cérebro humano em buscar padrões. Ao encontrar essa razão, é comum que as pessoas se sintam mais atraídas — afinal, trata-se de uma “explicação lógica” para aquilo que existe.

Como pode ser usada no cotidiano?

Como a proporção áurea captura o olhar por conta de sua perfeição, ela é utilizada no dia a dia de diversos modos. Assim como faziam os povos antigos, esse número pode ser aplicado em projetos arquitetônicos. Na hora de fazer uma fachada, realizar uma reforma ou construir um imóvel, a possibilidade traz uma estética mais bonita.

De jeito prático, ela é facilmente aplicada na comunicação visual. Designers gráficos podem criar logos que seguem a proporção, já que garante melhor equilíbrio de formas e uma representação mais bonita. Enquanto isso, os fotógrafos podem explorar a regra de ouro para elaborar composições muito interessantes e equilibradas.

E para             quem tem medo de geometria, não é preciso se preocupar. Você não tem que ficar medindo cada pedacinho e fazendo cálculos e mais cálculos. Em vez disso, é recomendado utilizar os retângulos de ouro ou mesmo a espiral com esses componentes.

Ao fazer uma grade do tipo, você encaixa os elementos de uma logo sem dificuldades e pode brincar com os resultados. Com o uso dessa ferramenta e a experiência, a tendência é que o seu olhar fique cada vez mais treinado e capaz de aplicar tais escolhas. Demais, não é?

A proporção áurea tem mais de 2.500 anos e se manteve popular por uma razão: ela traz a perfeição por meio da geometria. Por causa desse aspecto, essa forma de calcular o equilíbrio tem sido usada para layouts minimalistas, logos e peças diversas. Ao aprender a usá-la, é possível enriquecer o seu portfólio!

Para saber como elaborar vários designs com essa técnica e muitas outras, conheça a nossa formação de Design Master e explore as suas habilidades!

Faça um comentário

avatar